Cimento Queimado

Originalmente usado como opção rústica e menos trabalhosa de piso, o cimento queimado caiu no gosto popular e, rapidamente, virou o queridinho da decoração moderna. Recriado em forma de textura pronta, vendida em latas, o material, que tem bom custo-benefício em relação a outros tipos de revestimento, como mármore e porcelanato, vem ganhando cada vez mais espaço no meio da decoração. 

Um dos pontos positivos do material, que tem uma pitada de sofisticação e modernidade, é a facilidade com que cai bem em locais modernos, arrojados, clássicos ou até mesmo mais despojados. O motivo, é o poder transformador e o fato de ser um verdadeiro curinga, que chama a atenção sem roubar a cena.

Não existe regra para usá-lo. E no caso das texturas (tintas que reproduzem o aspecto do cimento original), além de possibilitarem o uso de cores diferentes, e não só do cinza, podem dar um toque moderno e suave sem brigar com uma decoração clássica, por exemplo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Fique de olho nas composições e, principalmente, nas combinações de cor. Se o ambiente já tiver cinza demais – o pretinho básico da decoração –, por exemplo, a melhor receita é priorizar a mistura e o degradê, evitando a monotonia. Também vale apostar em pontos de cor nas paredes e em objetos decorativos.

 

Num ambiente clássico, tons mais claros e uma textura mais uniforme dão um toque moderno e suave, valorizando o estilo. Também é permitido brincar com tonalidades semelhantes, criando uma ideia de continuidade e harmonia em todo o espaço.

 

 

Vantagens:

  • Versatilidade;

  • Fácil manutenção e limpeza;

  • Aplicação rápida;

  • Custo baixo;

  • Efeito imponente e charmoso;

  • Pode ser de várias cores;

  • Pode ficar exposto ao sol e à chuva.

Desvantagens:

  • Se for mal aplicado, pode sofrer rachaduras;

  • Pode trazer frieza ao ambiente;

  • Apesar do cimento ser barato, a mão de obra para aplicá-lo pode ser um pouco mais cara.

Apesar da composição do cimento queimado ser bem simples, sua aplicação não é tão simples como parece. Temos que ter certeza de que o aplicador é especialista nessa técnica pois, se mal aplicado, podem aparecer rachaduras ou ficar muito poroso. Para instalá-lo, precisa ser feita a mistura do cimento com a areia e a água. Essa massa é espalhada por toda a área desejada, sempre deixando o local nivelado.

O termo “queimado” é por que após a etapa de aplicação entra a “queima” do cimento, que nada tem a ver com fogo. Nessa etapa, polvilha-se o pó do cimento por toda a extensão da massa aplicada anteriormente e espera a massa absorvê-lo. Após essa absorção, é preciso alisar o piso com uma desempenadeira e, após seco, é preciso lavá-lo com água e sabão de coco, e, se o morador quiser dar brilho no cimento queimado, é só aplicar uma resina que, além de dar o aspecto brilhoso, serve também para preservar o cimento.

> fonte: https://www.hojeemdia.com.br/plural/cimento-queimado-vai-bem-com-tudo-de-paredes-e-bancadas-a-pisos-1.610855/cimento-queimado-na-decora%C3%A7%C3%A3o-1.610862

Cimento queimado azul

Amamos o Wix.com!