Blog do Pró-Reforma

Piso de cerâmica: o que é, quais os tipos, vantagens

Atualizado: Mar 14

Intuitivamente, todos sabemos o que é uma cerâmica, afinal, é um elemento tradicional das casas brasileiras. Nesse post te apresentamos as principais características dos pisos de cerâmica para que você possa tomar a melhor decisão na hora de escolher o novo revestimento de piso da sua casa.


As cerâmicas são um tipo de revestimento produzido com argila (70%), um composto mineral abundante no território brasileiro. Quando úmida, apresenta elasticidade, mas quando seca (ainda mais quando é cozida), endurece. As cerâmicas com propósito de revestimento são queimadas em temperaturas próximas a 850ºC!


De forma mais simplificada, se olhássemos a argila com um microscópio, veríamos as partes minerais e as partes d'água ali dentro. Quando cozinhamos a argila, expulsamos por evaporação as partes d’água, deixando “vazios” na estrutura. Por causa desses vazios, sua estrutura é rígida, mas é frágil, sem flexibilidade. A cerâmica endurece, mas não é resistente a impactos.



É muito comum, por exemplo, que algumas peças de cerâmicas se quebrem dentro da caixa se não forem bem embaladas. Ou que algumas peças rachem durante a instalação se não tivermos o devido cuidado. Por isso, também não encontramos peças de cerâmicas tão grandes quanto as peças de porcelanato, já que são menos resistentes.


Mas, afinal, quais as vantagens do piso de cerâmica? Por que escolher esse tipo de piso? É o que veremos a seguir.

7 vantagens do piso cerâmico



  1. Identificação com a cultura brasileira: em primeiro lugar, destacamos toda a relação da cultura nacional com as cerâmicas. Optar por esse tipo de revestimento pode dar um ar bem abrasileirado ao espaço que você está reformando.

  2. Variedade de padrões, cores e texturas – o piso de cerâmica pode ser encontrado em diversas cores e tonalidades, das mais vibrantes às mais sóbrias. Há modelos de pisos cerâmicos com textura ou cerâmica que imita madeira, mármore ou cimento.

  3. Mau condutor térmico: por ser um piso feito de argila, também é um mau condutor térmico, isso é, demora até mudar de temperatura. Se o piso estiver frio por causa da baixa temperatura à noite, demorará até que o sol do dia seguinte o esquente, deixando as casas mais frescas. Outra vantagem, portanto, é ajudar a refrescar os ambientes sem consumo de energia elétrica.

  4. Bom custo-benefício: a cerâmica é uma opção barata, bonita e fácil de encontrar em qualquer loja de material de construção. Além disso, o preço médio é mais barato que os porcelanatos.

  5. Fácil de limpar: a manutenção do piso de cerâmica é muito simples e é muito fácil de limpar. Basta varrer o chão, limpando em seguida com um pano úmido e um desinfetante suave.

  6. Alta durabilidade: como é um piso que não mancha, é resistente à água e às bactérias, sua durabilidade é altíssima. Dura em média 20 anos.

  7. Instalação simples: sua instalação é simples de ser feita, conhecida muito bem por todos os profissionais que realizam obras no Brasil.

5 desvantagens do piso de cerâmica


  1. Menos resistentes: como falamos anteriormente, os pisos de cerâmica não são tão resistentes quanto os porcelanatos, podendo lascar e quebrar em caso de impactos ou queda de objetos.

  2. Conforto térmico: apesar de o piso cerâmico refrescar o ambiente e ser ideal para climas mais quentes, pode se tornar muito gelado nos dias mais frios, não dando a sensação de aconchego dos pisos de madeira e dos laminados.

  3. Escorrega: quando molhado o piso de cerâmica pode ser escorregadio, podendo levar a quedas e fraturas, sendo aconselhável a escolha de um modelo antiderrapante, sobretudo nos banheiros e cozinha.

  4. Instalação: por causa do corte das peças para acabamento, a instalação dos pisos de cerâmica geram mais poeira e entulho e não é tão rápida e fácil como a instalação dos laminados e pisos vinílicos. Apesar disso, é mais fácil encontrar um profissional que aplique esse revestimento.

  5. Rejuntes largos: o assentamento da cerâmica só pode ser feito com junta tradicional, enquanto na instalação do porcelanato é usado espaçamento entre as peças menores.


Tipos de piso cerâmico


Há muitos modelos e acabamentos de pisos de cerâmica. Os acabamentos mais comuns são: antiderrapante, com uma superfície mais rústica e abrasiva; esmaltado, que costuma ser mais brilhante e refletir a iluminação ambiente; e não esmaltado, mais suscetível à infiltração de água.


A qualidade do piso cerâmico é classificada entre os tipos A, B, C e D.

  • Piso cerâmico tipo A: é a cerâmica de primeira linha. Apresenta tamanhos regulares, tem melhor acabamento, alta resistência e possui garantia.

  • Piso cerâmico tipos B e C: também conhecidos como de segunda linha. Apresentam defeitos visíveis, mas ainda são resistentes e têm garantia;

  • Piso cerâmico tipo D: conhecido como refugo ou cerâmica de terceira linha. Apresenta defeitos visíveis e não tem garantia de resistência do fabricante.

É importante também analisar a Classificação PEI (Porcelain Enamel Institute) quando for adquirir o piso cerâmico. Ela determina a resistência da cerâmica à abrasão, ou seja, o desgaste da superfície com o tráfego de pessoas. Quanto maior for a circulação das pessoas no ambiente, maior deverá ser a PEI.


PEI 0: Uso em paredes

PEI 1: Trânsito Baixo – Banheiros

PEI 2: Trânsito moderado – Ambientes sem ligação com áreas externas

PEI 3: Trânsito médio – Todos os ambientes residenciais

PEI 4: Trânsito Alto – Ambientes residenciais e comerciais com trânsito médio

PEI 5: Trânsito Intenso – Ambientes residenciais externos comerciais de trânsito intenso




Como escolher o melhor piso de cerâmica


Na hora de escolher o piso cerâmico, leve em conta o tamanho do ambiente. Cômodos pequenos pedem peças pequenas. Placas muito grandes são mal aproveitadas em espaços pequenos, porque terá que fazer muitos recortes, gerando desperdício e um custo maior.


Para uma área externa (terraço e varanda) ou uma área molhada (banheiro e cozinha) escolha um piso antiderrapante e que apresentem baixo índice de absorção de água. Já nas áreas mais secas (sala e quarto), escolha pisos mais lisos.



DICA! Como os pisos de cerâmica podem variar muito de um lote para outro, compre de 10 a 15% a mais para reserva para possíveis reparos no futuro, como de hidráulica ou pisos trincados.


Se você ainda está confuso sobre qual piso escolher para sua reforma, o aplicativo Pró-Reforma te ajuda a se inspirar no piso dos seus sonhos, a especificar os materiais necessários e a calcular as quantidades para que você tenha o piso ideal com a aparência que deseja com facilidade.