Blog do Pró-Reforma

Piso vinílico: o que é, quais os tipos e vantagens

Atualizado: Mar 14

Um dos revestimentos de piso mais versáteis e populares do mercado de construção atualmente, o piso vinílico é resistente, prático e confortável, e uma ótima opção de piso para ambientes internos.


Mas o que é piso vinílico, afinal? O piso vinílico pode ser encontrado em forma de placas, réguas ou mantas. Apesar de ser flexível e super leve, muita gente acredita que o vinílico seja um piso emborrachado, porém esse revestimento de piso não contém borracha em sua composição. Ele é composto da mistura do PVC com minerais e outros aditivos. Então, dependendo da quantidade de cada elemento, teremos pisos mais resistentes ou mais acústicos ou mais flexíveis...

Piso vinílico Linha Urban da Duratex


Atenção para as diferenças entre o piso vinílico e o piso laminado. O laminado é composto por derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade (HDF), e recebe uma resina de melamina (overlay) protegendo a camada superficial do piso.


No app Pró-Reforma, você encontra diferentes tipos de piso e o sistema mostra automaticamente quais são os materiais necessários para a instalação de cada tipo de piso. E os custos mínimos de cada opção. Teste o app gratuitamente!


Você vai conhecer a seguir os tipos de piso vinílico que há no mercado e quais as principais vantagens para você optar por esse tipo de revestimento em sua reforma de piso.


Tipos de piso vinílico


  • Piso vinílico em manta – é barato e vendido em rolos, por isso é ideal para ambientes grandes. É um piso colado, podendo ser instalado sobre outros pisos desde que a superfície esteja lisa e bem nivelada. Por ter textura bem macia, é menos resistente a furos e cortes feitos por móveis ou saltos muito finos. É recomendado para quartos infantis, brinquedotecas e locais que não necessitem de um piso muito rígido.

Piso vinílico em manta da Tarkett em projeto do arquiteto Leo Romano


  • Piso vinílico em placas – é mais rígido comparado ao vinílico em manta, por isso, mais resistente a desgastes dos móveis. Econômico e de fácil manutenção, porém tem o acabamento liso e simples, sem texturas.

Piso vinílico em placa Tarkett


  • Piso vinílico em réguas coladas – é mais resistente a choques e não tão macio como a manta, por isso, imune a furos. Tem um acabamento melhor do que os tipos anteriores, com texturas. Ainda é uma opção econômica, sobretudo se comparado a pisos de madeira natural.

Piso vinílico em régua colada da Duratex


  • Piso vinílico em réguas click ou clicado – é instalado com um sistema de encaixe (estilo “macho” e “fêmea”) entre as peças. Isso confere melhor acabamento e versatilidade ao piso, já que ele pode ser desinstalado e reutilizado em outro local. Tem instalação rápida. É mais caro do que a versão colada, mas ainda assim é mais em conta do que outros materiais como a madeira e o porcelanato.

Piso vinílico click Tarkett no projeto da Elã Arquitetura. Foto: Nathalia Artaxo


No aplicativo Pró-Reforma por enquanto temos cadastrados em maior quantidade os modelos em réguas ou placas.


10 vantagens do piso vinílico

  1. Atóxico e antialérgico – indicado para casas com crianças e animais de estimação;

  2. Resistente e durável – não apodrece em contato com a umidade, porém não é indicado para áreas muito molhadas, como o box, por exemplo. Também é um piso resistente a manchas;

  3. Variedade de estampas e texturas – disponível em diferentes cores, formatos e padrões decorativos. Há pisos vinílicos que imitam a aparência de madeira, mármore, cimento queimado e ladrilho hidráulico, por exemplo, com diferentes texturas com veios e nós imitando madeira, além de polimentos leves de pedra. É também customizável, permitindo recortes e diferentes combinações;

  4. Baixo custo – é um piso bem mais barato do que os revestimentos de madeira, porcelanato ou cerâmica.

  5. Conforto acústico – é um piso macio, com baixo nível de ruído, absorvendo absorve consideravelmente o som causado pelo impacto ao caminhar;

  6. Conforto térmico – oferece uma sensação térmica agradável, independentemente da estação do ano. Pode caminhar descalço confortavelmente nos dias mais frios e não sentirá o ambiente abafado nos dias mais quentes.

  7. Rápido de instalar – é muito mais fácil de instalar do que outros pisos, como porcelanatos e cerâmicas, e não precisa esperar muito para usar o ambiente depois da instalação. Tanto os pisos vinílicos colados quanto os vinílicos clicados podem ser aplicados sobre outros revestimentos como a cerâmica ou porcelanato, desde que a superfície esteja nivelada e limpa.

  8. Fácil de limpar – não necessita de muita manutenção. Use apenas sabão neutro e um pano úmido. Não precisa de cera.

  9. Espessura fina – como os pisos vinílicos têm de 2 a 5 mm, são ótimas opções para sobrepor outros pisos em ambientes em que não se pode elevar o nível do piso para não causar desníveis que comprometam a circulação.

  10. Ecologicamente correto – é feito com materiais recicláveis, como o PVC, e dependendo do fabricante, pode ser livre de formaldeídos e ftalatos, e apresentam baixos índices de emissão de Compostos Orgânicos Voláteis (COVs), gases emitidos por materiais naturais e sintéticos que podem influenciar na qualidade do ar interno.

6 desvantagens do piso vinílico

  1. Não pode ser aplicado em ambiente externo.

  2. Não é tão durável quanto os porcelanatos, por exemplo. Tem durabilidade de até 15 anos. Após esse período, é preciso providenciar a troca do revestimento.

  3. Não é tão resistente a riscos como os pisos laminados ou os porcelanatos. Além disso, a estampa pode desbotar com o sol.